domingo, novembro 2

Resposta ao leitor II

Caro leitor, Mr. Bassplayer Devaneio

Em nenhum momento eu disse que discordo da veracidade dos fatos ocorridos na bíblia. Ao escrever que "a bíblia é um livro escrito por homens bem intencionados, sujeitos a transmitir em seus textos suas emoções, seus próprios pontos de vista, suas próprias interpretações dos fatos" o que eu quis dizer é que ela não deve ser interpretada como um registro histórico em sua totalidade. Como cristão, leio a bíblia e a considero inspiradora, mas não me costumo ater aos fatos, e sim à essência dos fatos.


Veja um exemplo. Acho que você já leu ou ouviu falar de "A Ilíada" e "A Odisséia" de Homero. Essas duas obras são as únicas fontes que contam em detalhes a Guerra de Tróia. Porém, essa guerra realmente aconteceu? Existem fortes indícios que sim, mas não há como comprovar. Muitos consideram a obra de Homero um exagero, um romance em cima de fatos verdadeiros e históricos, adaptada à sua própria interpretação e ao seu estilo poético.

Assim é como cada livro da bíblia. Os 4 evangelhos, apesar de serem considerados sinóticos, possuem diferenças textuais, mudança de cronologia dos fatos e seus próprios estilos. Eu não digo isso por conclusão minha. Posso até ter errado ao colocar essa frase logo de início e dizer que é o que eu penso - admito que pode ser um choque para muitos - contudo pesquisadores do cristianismo antigo reforçam em muito a individualidade de cada livro incluído lá.

A paz!

3 reflexões:

Mr. bassplayer Devaneio disse...

concordo com o você disse... acrescentando, os únicos evangelhos confiáveis, devido ao fato de terem sido escritos por pessoas que realmente presenciaram o fato, seriam os evangelhos de mateus e joão... então.. são os únicos que considero...

Mas, realmente é chocante colocar algo como sua opinião... embora eu saiba que vc não disse q discorda da veracidade dos fatos... o mais interessante é mostrar fatos e comprovações, e não opiniões próprias.. compreende..

foi o que eu quis dizer!
no mais.. abraços querido..

L.P. Faustini disse...

Entendo, mas por outro lado, falar sobre a bíblia é um assunto delicado. Não posso proferir nada como se fosse uma verdade absoluta. Cada um acredita no que quer conforme o seu conhecimento. Ao dar minha opinião, me ponho na defensiva e deixo assim que os outros sigam as suas próprias convicções.

Breno disse...

luiz paulette!
porra voua abrir uma igreja!
me ajuda cara??
ai vc passa a fazer projetos religiosos!
auhauhauhauaa
abraço