quarta-feira, julho 1

Namoro entre católicos e evangélicos, cristãos e não-cristãos, pode?

Pessoalmente, eu nunca ouvi essa pergunta ser feita por católicos. Deve ser porque a igreja católica não vê problema nenhum com casamento entre católicos/protestantes ou católicos/não-cristãos. O namoro entre católicos e evangélicos não deveria ser um problema, mas acontece que está se tornando um problemão por má interpretação das palavras contidas na bíblia e por líderes religiosos que acabam por pregar o preconceito.


Quando eu era católico, namorei uma evangélica pentecostal por 2 anos e a frase que mais batia na cabeça dela era a tal de "jugo desigual", repetida várias vezes para ela pelos seus "amigos" de igreja. O versículo se encontra em II Coríntios 6, 14. Ei-lo:

"Não vos prendais ao mesmo jugo com os infiéis. Que união pode haver entre a justiça e a iniqüidade? Ou que comunidade entre a luz e as trevas?"

Primeiramente, vou explicar o que é jugo (não é julgo, da palavra julgamento):

Jugo é um pedaço de madeira que se usa para separar os bois em uma carroça. Se o jugo é desigual (ou em outras palavras, quando colocamos um boi e um jumento no mesmo jugo), os animais podem até andar pra frente, mas inevitavelmente tropeçarão ou farão uma trajetória torta. Para quem não sabe o que é jugo, aqui vai uma imagem (destaque em vermelho):



Enfim, essa palavra - jugo - foi um dos motivos que atrapalharam bastante meu ex-namoro. Implicitamente, eu era considerado o infiel, iníquo (perverso, malvado) e andarilho das trevas. Como toda minha família era católica, então todos estavam condenados ao inferno. Era até engraçado como um grupo inteiro que se considerava cristão gostava de julgar as pessoas. Já dizia Jesus: "Não julgueis, e não sereis julgados" (Mt 7 ,1; Lc 6, 37)

Acho que entre namorados de diferentes ramos do cristianismo, o que mais importa nesse relacionamento, além do amor, é o respeito. Sem respeito, não há relação. É difícil (e eu até aconselho que procurem pares que estão na mesma comunidade), mas amor é uma coisa que não se escolhe.

Na minha opinião, como cristão, temos que ver se o relacionamento está sendo destrutivo, ou seja, fazendo mal para você e a sua fé. Namoro tem que ser bom para os dois e, ao mesmo tempo, construtivo: os dois aprendem com suas diferenças e se completam. No meu caso, o meu namoro com uma evangélica me fez abrir os olhos. Leio mais a bíblia, me sinto mais ligado à Deus e também muito mais crítico com relação à verdadeira função do ser cristão (sim, o meu blog é uma consequência direta do namoro). Porém, ela não fez a parte dela. O amor provavelmente existia, mas o respeito não. E ela, por influência dos colegas ou dos pais, se negava a aprender qualquer coisa comigo. E eis-me aqui, pregando para a comunidade cibernética.

Bom...agora a questão de casamento entre cristãos e não-cristãos (ateus, budistas, etc.) é mais complicada. Eu não tenho nada contra ateus, trato-os com carinho e respeito e não os julgo (e quem sou eu para julgá-los), e também nada contra os que professam outra religião. Como disse no primeiro parágrafo e isso serve também para cá: não ter uma relação com não-cristãos é muito mais uma questão de preconceito. O budismo possui ensinamentos maravilhosos e que muito se assemelham aos ensinamento de Jesus. Mesmo filósofos ateus como Nietzsche ou o pessimista Schopenhauer possuíam idéias que merecem ser lemas de uma vida equilibrada*, pregadas anteriormente por Jesus, como a valorização do ser e desapego às coisas materiais.

O risco que eu vejo nessa relação é que cristãos devem se casar apenas uma vez "até que a morte os separe" e tornarem-se "uma só carne". Na relação entre cristão e não-cristão, o segundo pode se divorciar e casar quantas vezes quiser. Contudo, se há amor e respeito, o relacionamento vale a pena. Vejamos o que a bíblia diz sobre o casamento entre cristãos e não-cristãos:

(I Coríntios 7,12)
Aos outros, digo eu, não o Senhor: se um irmão desposou uma mulher pagã (sem a fé) e esta consente em morar com ele, não a repudie. Se uma mulher desposou um marido pagão e este consente em coabitar com ela, não repudie o marido. Porque o marido que não tem a fé é santificado por sua mulher; assim como a mulher que não tem a fé é santificada pelo marido que recebeu a fé."

Seguindo esse versículo, muitos cristãos se casaram com não-cristãos (ou pagãos) no início do cristianismo, fato esse que contribuiu bastante para a expansão do cristianismo. O próprio Santo Agostinho, um dos pais da igreja primitiva, era filho de um pagão com uma cristã.

Vejam bem: A igreja desaconselha a relação com o iníquo, o perverso, o malvado, o que te carrega para baixo, mas não diz nada sobre fazer panelinha com membros da mesma religião. Segregação religiosa tem nome: fanatismo. E a última coisa que Cristo queria era criar fiéis fanáticos. Cristo jantou com cobradores de impostos (uma das profissões mais odiadas pelo povo na época) e conversou com samaritanos (considerados impuros pelos judeus). Façamos como Jesus, amemos uns aos outros, não importando sua profissão, sexo ou religião.

Se você está em dúvida em saber como proceder em sua relação como cristão, sugiro que leia o tópico "Ser cristão não é..." clicando aqui.

A paz à todos!

*eis exemplos:
"Os reis deixaram aqui suas coroas e cetro; os heróis suas armas. Mas os grandes espíritos, cuja glória estava neles e não em coisas externas, levaram com eles sua grandeza."
(Schopenhauer, na Catedral de Westminster)
"Vivemos de forma mais autêntica se pensamos nos simples fato de existir, no milagre da vida. Se focamos em ser, não vamos prender tanto às digressões da vida, isto é, aos objetos materiais, não vamos perder de vista a existência em si."

219 reflexões:

«Mais antigas   ‹Antigas   201 – 219 de 219   Recentes›   Mais recentes»
Anônimo disse...

Muito bom ver essas historias, estou começando algo também com uma garota evangélica e eu como todos os casos sou católico. E já vem dias que eu venho pesquisando sobre o assunto e achei muito bom o blog e os depoimentos.
Se de certo o que pode vim acontecer estou bem mais preparado para enfrentar essa situação.
Se de certo, depois iria dar meu depoimento aqui.
Fé em Deus Galera.

Anônimo disse...

Muito bom ver essas historias, estou começando algo também com uma garota evangélica e eu como todos os casos sou católico. E já vem dias que eu venho pesquisando sobre o assunto e achei muito bom o blog e os depoimentos.
Se de certo o que pode vim acontecer estou bem mais preparado para enfrentar essa situação.
Se de certo, depois iria dar meu depoimento aqui.
Fé em Deus Galera.

Beláh Santana disse...

Gente. Bom...primeiramente vou dizer que gostei muito muito do texto e vou explicar-lhes a minha situação:
Sou cristã e sempre vou ser.Ninguém da minha família (digo,daqui de casa) é batizado. São estudantes da religião das Testemunhas de Jeová.
Eu seguia a mesma religião até que ''um belo dia'' na minha questão de amadurecimento espiritual eu parei e refleti sobre no que eu estava crendo e um dia criei coragem pra dizer a minha mae que nao pretendia seguir a religiao que a familia segue atualmente. Ela levou numa boa apesar de querer que nao fosse essa minha escolha.
Fico muito confusa em falar de religiao,pois há coisas em cada uma que concordo e ao mesmo tempo de algumas coisas discordo,mas quero me batizar também,pois é uma forma de vínculo com Deus e tambem tomo batismo como uma forma de purificação do espírito,por isso nao acho correto batizarem bebes por nao saberem nem o que está acontecendo nem terem senso de opinião para levantar a mao e dizer: ''nao aceito''. Entao nao sei em qual religiao me batizar.
ENFIM
queria achar uma soluçao para tal problema (ainda há muitas perguntas a serem feitas,mas nao vou entrar em mais detalhes do que ja entrei),e aproveitando o assunto,sempre fiquei confusa tambem com essa questao de se relacionar com pessoas de outra crença ou até os chamados ATEUS. E quando essas duas pessoas forem se casar? Em que igreja vao se casar? Qual padre irá celebrar o matrimônio? E se lá acontecerem coisas contrárias a religiao de algum deles? ME AJUDEM!!!
Obs: Tenho apenas 13 anos,e gostaria que minhas perguntas fossem esclarecidas o mais rapido possivel,para que possa crescer sem nenhum questionamento a ser feito em relação ao nosso Grande arquiteto do Universo.

Deus abençoe a todos!!!

Carla disse...

Ola gostei muito do seu blog hoje namoro um Catolico e eu sou Evangelica Pentecostal mas a gente se respeita muito eu o respeito a religiao dele e ele a minha nunca o forçei a mudar para minha crença como ele nunca forço eu mudar para a dele nos damos muito bem nos respeitamos e nos amamos Deus quer um coraçao puro pra ele nao quer placas de igrejas O preconceito tem que acabar Eu creio que se for da vontade de Deus meu namorado vira a minha crença se nao for seja a vontade de Deus como diz a biblia a salvaçao é individual

Anônimo disse...

Meu marido era católico comi eu e agora virou evangélico. Minha casa está de pernas para o ar. Estou em desespero.

Anônimo disse...

Simplesmente perfeito seu comentário... na verdade nos lemos as linhas da Biblia, mas as entrelinhas são as que mais falam e são a que nós menos damos importância... na verdade, essa passagem da carta de Paulo aos Corintos nao é uma lei, um mandamento, é apenas um conselho... na verdade o jugo desigual está em qualquer " discordância" entre as partes.. ele diz para nao se prender em jugo desigual para evitar atritos que posteriormente possa causar sofrimento, brigas e até morte... Mas para o maior do jugo desigual se tornar um maior dos jugos iguais, ha uma palavra mágica que se chama RESPEITO... se respeitar meu filho, ja é meio caminho andado para o jugo desigual nao ser mais jugo desigual... lembre-se, nada na vida é imposto, o SENHOR JESUS CRISTO, DE TODOS NÓS, nao impunha ordens, ele dava conselhos carinhosos, muitas vezes por meio de parabolas e metáforas, que deixavam ate seus discipulos mais íntimos de cabelo em pé.. acredite, acompanhar e amar jesus é muito simples, tao simples quanto o carpinteiro de Nazaré

Que a paz esteja conosco irmaos católicos/evangélicos/ateus/todo mundo...

Anônimo disse...

o Próprio Paulo diz, alguns versículos depois ou em outra carta dele, nao sei, que aos solteiros e as viúvas, ACONSELHARIA que permanecessem como ele, Santos...

POR QUE NINGUEM PENSA NESSA HIPÓTESE? e sempre leem a mesma passagem, sempre a culpa é do jugo desigual... vai chegar um dia que as pessoas vao parar de se relacionar..

namorei por 3 anos e meio com uma cristã/ evangélica, e eu era o que voces chamam de ÍMPIO, INCRÉDULO, FILHO DE BAAL e essas coisas todas... sempre respeitei demais a IGREJA dela , os compromissos dela... Certa vez, um mendigo parou perto da gente e disse:.. Vocês formam um casal perfeito sabia? e começou a cantar a música ''.. se as águas do mar da vida, quiserem te afogar.. e eu completei cantando.. SEGURA NA MAO DE DEUS E VÁ... ai ele virou pra mim e como se me conhecesse e disse: e voce? vai procurar Jesus viu rapaz?... ai ele contando a história dele, ele disse que tinha vindo do espírito santo e que estava voltando pra la.. nós moramos em Contagem - MG..( CONSEGUEM VER UM DEDO DE DEUS NISSO?).. pois é.. eu consigo..nesse mesmo dia.. nao sei o que aconteceu, que eu fui ao Grupo de oração do meu serviço ( eu nao ia quase nunca), MAS EU FUI NEM LEMBRANDO DO QUE AQUELE HOMEM TINHA ME DITO...sei que nunca chorei tanto na vida, quando no vídeo que estavam passando la, Jesus olhou para o Céu e disse: PAI, PERDOE-OS , ELES NAO SABEM O QUE FAZEM.. esse dia ficou marcado na minha cabeça para sempre... sempre disse para ela: VOCE ACHA QUE AQUELE HOMEM,ERA APENAS UMA HOMEM NE?

Sei que um Belo de um dia.. depois de tanto ela me criticar, eu resolvi ceder as vontades dela e disse: VOCE ACHA QUE EU NAO SOU CRISTÃO SO PQ EU NAO VOU PARA A IGREJA NE? tudo bem.. eu vou oferecer a voce o mais belo sentimento Cristao que voce possa receber de uma pessoa.. EU ESTOU ABRINDO MAO DO MEU AMOR POR VOCE, PELO SEU AMOR A DEUS.. EU ESTOU MORRENDO PARA QUE VOCE POSSA TER VIDA... disse isso ás lagrimas no meio de um shopping aqui em BH..

eu sempre fui sincero, sempre disse a ela que iria pra igreja quando deus me chamasse.. pq se eu fosse por que ela queria, seria hipocrisia com ela e com Deus, que é pior ainda...

no mesmo dia, eu fui bater meu papo com Deus ( meu amigao, sempre conversei com ele no meu quarto, a melhor igreja que ja encontrei até hj)..E NO MOMENTO DA ORAÇÃO.. eu tive uma especie de Visão com os olhos fechados.. um homem todo de branco, com uma espécie de roupa de batismo, estava de costas com as maos nas costas de uma criança indo em direção a portão de LUZ, quando ele virou para mim e disse: NAO SE PREOCUPE MEU FILHO, VOCE SERÁ O PRÓXIMO... a experiencia foi tao forte, que eu fui parar na porta do serviço do meu pai, aos prantos, para pedir perdao pra ele ( tinha saido de casa brigado pelo fato dele ser alcoolatra)... eraaaaa, por que Depoois disso, meu pai nunca mais bebeu e hoje nos temos um relacionamento ótimo, por que mesmo quando a gente tinha problemas eu dizia que me recusaria morrer ou que acontecesse o pior com meu pai sem eu ser amigo dele...

Sei que eu sempre tive uma relação sincera com Deus, eu nunca quis busca-lo por hipocrisia ou por falsidade ou por vontade de terceiros...

Essa menina passou pela minha vida 2 vezes em 4 anos... nesse meio tempo, eu tive 2 relacionamentos e por incrivel que pareça as duas meninas eram da sala dela e em escolas totalmente diferentes, fiquei sabendo só depois que nos voltamos ( vi isso como Deus me colocando no caminho dela sempre).. No final, eu congrego na mesma igreja.. ela nem conversa comigo, me trata com a maior indifrença do mundo..e eu apaixonado por ela...kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk Mas Deus sabe o que faz

EMY disse...

Ola ...eu sou evangelica e estou num relacionamento com um rapaz que se desviou...o que algumas denominações como Católicos não conseguem entender é que as doutrinas são diferentes...mas isso realmente não deve ser um impedimento ...se o o rapaz te respeitar ate o casamento ok...pq nós sabemos que somos carne e podemos ser tentados a cair no pecado chamado "fornicação" que biblicamente tanto catolicos e evangelicos condenam...digo os que seguem a fé Cristã...se ambos concordarem em se guardarem ate o casamento tudo ok...não vejo problema algum...ainda mais se há amor entre eles e respeito e...Temor de Deus e seus mandamentos...no meu caso ...não conseguir me guardar mas eu o conheci estava tbm desviada e agora estou querendo o certo e vou falar pra ele que me arrependo e que ja voltei para o Senhor e que agora so depois do casamento relações intimas...se ele não quiser... eu vou continuar firme ...e esperar...é uma forma de saber se realmente tbm ele me ama...abraco a todos ...e não julguemos nehuma outra denominação...afinal tem pessoas la sinceras servindo a Deus...ok?

André disse...

Olá. Não sei se o autor ainda responde esse blog, mas gostaria que pudessem me ajudar. Eu sou ateu, e quero muito namorar uma garota evangélica da minha faculdade. Eu realmente gosto muito dela, porém não sei se ela ficaria feliz ao meu lado. Tento todos os dias conversar com ela pra ver se estou a altura do que ela merece e se vamos crescer juntos uma vez que namorarmos. Não estou interessado nela de forma carnal, o que eu quero é realmente constituir família e viver com ela pra sempre, pois temos muita coisa em comum. Eu não sei o que fazer, por favor me ajudem.

Anônimo disse...

Se voce e realmente catolica entao não se deixe influenciar tanto... Ele nunca pisou na igreja católica, nunca te deu a chance de mostrar a verdadeira igreja pra ele!! Não vale a pena abandonar a igreja por alguem que não comunga da fé na igreja fundada por Jesus, na Sagrada Comunhão, na Santíssima Virgem Maria...

Marcielly disse...

Como assim? A religião deve sim refletir na vida das pessoas, se a pessoa não vive de acordo com sua religião, qual sentido de se "ter " uma religião?? Não faz sentido algum

Anônimo disse...

Olá , to passando por uma situação parecida, namoro com um rapaz q não evangélico, ele frequenta a igreja mais não toma uma posição em relação a Deus, o meu pastor mim chamou e disse q eu estou em jugo desigual e que Deus condena isso, e falou q se eu não mim afastar dele, eu estarei distante do corpo de Cristo, oq eu faço? é muito dificil, a gente se sa muito bem ele respeita, tem vontade de ser envagelico mais não tomou uma posição.

Angela Beatriz disse...

Verdade... Tem um verso na bíblia (não me recordo agr o livro, capítulo e etc...) q diz q é abominável a idolatria a bonecos de barro e madeira.

Angela Beatriz disse...

Verdade... Tem um verso na bíblia (não me recordo agr o livro, capítulo e etc...) q diz q é abominável a idolatria a bonecos de barro e madeira.

Angela Beatriz disse...

Verdade... Tem um verso na bíblia (não me recordo agr o livro, capítulo e etc...) q diz q é abominável a idolatria a bonecos de barro e madeira.

jaqueline mello disse...

Olá, paz.
Eu sou evangélica e namoro um rapaz católico, não um católico que participa das coisas da igreja dele sabe, é mas nominal e nos damos bem.
As vezes o levo para a igreja onde frequento, só que as vezes nos desentendemos um pouco. Sabe quando chega o domingo chamo ele para ir a igreja e ele diz que não (isso me dói)ir aigreja sozinha sem ele do meu lado é muito trizte.
Ás vezes penso no meu, no nosso futuro como será?
Ás vezes a minha fé fica abalada, não participodas coisa da igreja como antes.
Preciso de um conselho, amo ele e espero que de certo.

Anônimo disse...

Oi Jaqueline,

Sabe eu tenho escutado muito a seguinte frase: " O divórcio começa no namoro."
Uma relação tem que nos aproximar de Deus, mesmo que uma das partes não seja tão praticante assim. Pelo que vc falou, seu relacionamento está te afastando de Deus. Olhe para seu futuro com aquele pensamento de "Casamento não muda ninguém", (claro que existem exceções ;) ), devemos ficar atentos aos sinais durante o namoro. Peça discernimento a Deus, melhor sofrer agora e ser feliz depois do que ser infeliz o resto da vida. Porque para nós cristãos, casamento é para toda a vida.
Eu decidi não continuar um relacionamento por causa disso, sofri dois longooos anos, porém hoje vejo que foi a melhor decisão que tomei. Não estou falando para você terminar seu namoro, afinal só você sabe o que é melhor para si. Peça auxilio a pessoas experientes, que possam te ajudar com palavras, oração. E acima de tudo busque em Deus a respostas para suas inquietações, e acima de tudo, abra os seus ouvidos para ouvir a vontade de Deus.

Deus te ilumine,
Um Grande abraço
Aline

Anônimo disse...

Parabéns pelo texto!
Uma ótima reflexão, principalmente pra mim, pois sou católica e conheci um rapaz, no qual parecia professar da mesma fé, mais quando falo em casar, ele até diz que casa, mais só, se for na igreja e no civil não.
Posso casar na igreja sem casar no civil, o que faço?
Mônica

Unknown disse...

Eu sou católico e estou apaixonado por uma menina de outra igreja.ela é da igreja internacional da graça de deus isso pode ?? Me ajude obgd

«Mais antigas ‹Antigas   201 – 219 de 219   Recentes› Mais recentes»